Goleiro Bruno declara só assiste jogo do time de coração dentro da prisão (Atlético MG)


A mágoa com os companheiros de Flamengo, quando o caso de Eliza Samudio explodiu, os quais recusa a chamar de amigos, incomoda. Muito. Outra dor é assistir ou ouvir aos jogos da Seleção. Bruno acredita que poderia estar ali – até evitando o trágico 7 a 1 contra a Alemanha. Em uma entrevista reveladora à Rádio Itatiaia, nesta terça-feira, o ex-goleiro falou sobre a rotina na Centro de Reintegração Social da Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (APAC), de Santa Luzia, em Minas Gerais, onde está há quase quatro meses.

Goleiro Bruno (Foto: Alex Araújo / G1)Bruno está preso há mais de cinco anos e não esconde sonho de voltar ao futebol (Foto: Alex Araújo / G1)

Quando o caso estourou, em 2010, Bruno estava no Flamengo, em um time que havia acabado de conquistar o Brasileiro, no ano anterior. O elenco contava com jogadores como Ronaldo Angelim, Vagner Love, Petkovic, David Brás, Léo Moura. O ex-goleiro chegou a jogar com Adriano Imperador, em 2009. Na entrevista, Bruno diz que nenhum jogador chegou a procurá-lo. Em uma entrevista à revista “Placar”, em 2014, porém, chegou a afirmar que vetou uma visita de Adriano para “preservá-lo”.

– Esperava ter recebido pelo menos uma carta, por exemplo de algum jogador do Flamengo, daquele grupo. Esperava uma carta por tudo que eu fiz entre nós jogadores. Eu tomei muita pancada defendendo muita gente, que hoje eu sei que não merecia. Eu comprei uma briga muito grande. Eu me envolvi em polêmicas porque eu era amigo. Mas eles não mereciam minha amizade.

Goleiro Bruno Flamengo (Foto: Marcos Ribolli Globo Esporte)Bruno foi campeão brasileiro pelo Flamengo, em 2009 (Foto: Marcos Ribolli Globo Esporte)

No entanto, algumas visitas surpreenderam o jogador. Foi o caso do goleiro Fábio, que visitou Bruno ainda no regime fechado, para levar uma palavra de fé e esperança no momento difícil.

– Alguns que eu nem esperava vieram até mim. Eu te cito algumas pessoas que não vieram nem aqui na APAC, foram no sistema comum. Fiquei muito feliz. Vou te dar o exemplo do Fábio. É uma pessoa pública, esteve lá, me levando uma palavra de esperança; Eu acredito que as palavras que saíram da boca dele foram as palavras de Deus, que estava o usando como instrumento. Meu treinador de goleiro, o Robertinho, que é o treinador do Fábio, sentiu muito, foi um baque muito grande. Também esteve o senhor Tadeu, pai do Tardelli, pessoas que eu nem esperava. Gladstone e o Irineu (ambos zagueiros), iniciamos juntos no Cruzeiro, foram estas pessoas e desde já gostaria de agradecê-los.

Bruno sabe que tentar retomar a carreira de jogador pode ser um processo complicado, doloroso. Mas o ex-goleiro garante que não vai desistir de seu sonho. Ele admite o crime que cometeu, mas se diz tranquilo por estar cumprindo a pena.

– Eu não vivia do crime, mas cometi um. E estou pagando por ele. Espero voltar, não sei se vai ser daqui a um ano ou mais, mas vou atrás do meu objetivo. O meu objetivo, eu deixo bem claro, eu vou correr atrás, não vou acabar com minha carreira atrás das grades. Desde criança eu fui atrás disso. Eu passei minha juventude atrás deste objetivo. Eu cometi um erro, estou pagando por ele e não vou desistir. Uma frase que minha mãe sempre falou: “lutar sempre, perder às vezes, mas desistir jamais”. Então quando eu olho para minha mãe, para minha esposa, para minhas filhas, no dia a dia das visitas, elas sorriem para mim, isso me fortalece. Eu sei que o pior está por vir, mas eu estou preparado.

Fábio, goleiro do Cruzeiro, e ex-goleiro Bruno (Foto: Arte Globo Esporte)Visita de goleiro Fábio na prisão marcou muito Bruno nestes anos de cárcere (Foto: Arte Globo Esporte)

O caso Eliza Samudio   

Eliza Samudio desapareceu em 2010. O corpo dela nunca foi achado. A mulher tinha 25 anos e era mãe do filho recém-nascido do goleiro Bruno, de quem foi amante. Na época, o jogador era titular do Flamengo e não reconhecia a paternidade da criança.

Bruno Fernandes foi condenado pela Justiça de Minas Gerais, em março de 2013, a 17 anos e seis meses em regime fechado por homicídio triplamente qualificado (por motivo torpe, asfixia e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima), a outros três anos e três meses em regime aberto por sequestro e cárcere privado e ainda a mais um ano e seis meses por ocultação de cadáver. A pena foi aumentada porque o goleiro foi considerado o mandante do crime, mas reduzida pela confissão do jogador.

Confira outros trechos da entrevista de Bruno: 

Retorno ao futebol

Eu acho que preparação é o dia a dia. Se eu falar para você que eu estou preparado, para uma situação que eu ainda não vi, eu vou estar mentindo. Eu acredito que eu estou preparado par enfrentar, mas eu não sei o que há de vir. Mas sei que será pesado. Psicologicamente a gente vem trabalhando, aqui existem profissionais. Fisicamente, tem as ferramentas necessárias. Espiritualmente, acredito que aqui eu estou mais próximo de Deus. Pode ser daqui a um, dois anos, mas estou me preparando.

Ouvindo mais de 30 presos, improvisamos uma antena, o rádio chiava mais do que falava. Quando falava “Gooool” era gol da Alemanha. E isso me doía, por isso que eu não consigo assistir jogos dos times que eu joguei, do Milan, porque eu tinha um pré-contrato assinado com o Milan. Eu ia para o Milan e acho que eu estaria entre os três na Copa do Mundo de 2014, no Brasil
Bruno

Copa de 2014 na prisão

Dependendo do jogo. Deixar bem claro, se for o Atlético-MG que estiver jogando, eu vou acompanhar. Eu sou atleticano. Bons jogos, uma final, eu sempre acompanho também. Mas não como antes. Antes qualquer jogo eu assistia. Mas muito pouco. Seleção quase não acompanho. A gente puxa até o coro, Atlético, quando meu Galo está jogando, eu acompanho. Eu não acompanho muito a Seleção porque eu olho, lembrando principalmente de Copa de 2014, que foi frustrante. Cada gol que o Brasil tomava, não é porque tem goleiros ruins, mas me doía porque eu sabia que tinha qualidade para estar ali. Na Copa, eu estava no Regime Disciplinar Diferenciado. Lá não pegava rádio, mas o pessoal se movimentou, porque Copa mexe com todo mundo. Nós conseguimos a liberação para ouvirmos. Ouvindo mais de 30 presos, improvisamos uma antena, o rádio chiava mais do que falava. Quando falava “Gooool”, era gol da Alemanha. E isso me doía, por isso que eu não consigo assistir jogos dos times que eu joguei, do Milan, porque eu tinha um pré-contrato assinado com o Milan. Eu ia para o Milan e acho que eu estaria entre os três na Copa do Mundo de 2014, no Brasil.

Amizade

Amizade são as pessoas que, quando você vem para o cárcere, estão do seu lado. Antes você nem imaginava, são as pessoas que te dão valor. Desde o início do cárcere estão comigo minha mãe , 83 anos, e a minha esposa, Ingrid, que está desde o início, encarou o mundo, independentemente se eu estava certo ou errado.

Problemas financeiros

Quando se fala Bruno, muita gente acha que eu sou um “Tio Patinhas” da vida. Acha que eu tenho uma fortuna guardada lá fora. Eu perdi tudo, perdi tudo. Financeiramente zerado. É um recomeço da minha vida.

Bruno goleiro (Foto: Agência Estado)Bruno revelou que tinha pré-contrato com o Milan e que esperava defender a Seleção em 2014 (Foto: Agência Estado)

Fragilidade psicológica

Eu não vou citar nomes. Mas, quando eu fui preso, no início do meu caso, lógico que você fica psicologicamente abalado. Qualquer coisa que o advogado te fala, você acredita. Então pessoas se aproveitam desta situação. Eu só tinha acesso a um advogado, geralmente você chega num presidio você fica 15 dias, lá eu fiquei 10 meses. Nestes 10 meses, acesso só ao meu advogado. Depois de 90 dias que eu tive acesso a minha família. Se eu tivesse tido contato com outras pessoas, até com outros presos, eles poderiam me orientar.

Hotel Mar & Sol sedia o 1º Torneio de Tênis para iniciantes em Prado


O professor de Tênis conhecido popularmente como “Corinho e o Milton” Realizou o 1º torneio de tênis para iniciantes na cidade do Prado .1º TORNEIO DA MAR E SOL DE TÊNIS (11)

O torneio foi idealizado no ultimo dia 29 no hotel Mar & Sol a beira mar. Várias participantes e varias categorias abrilhantaram o evento. Mesmo com o sol quente estampando no rosto não teve quem desistisse de lutar ate o fim para seguir em frente na competição.

IMG_20151129_084451343_HDR

Veja quais as categorias seguintes:

5º CLASSE FEMININA

3º CLASSE FEMININA

5º CLASSE MASCULINO

4º CLASSE MASCULINO

3º CLASSE MASCULINO

INICIANTE FEMININO

INICIANTE MASCULINO

10 ANOS INFANTIL

CATEGORIA CAMPEÃO VICE
5º CLASSE FEMININA TAMIRES LÍZIA
3º CLASSE FEMININA RAISA IVANA
5º CLASSE MASCULINO LUIZ NELSON
4º CLASSE MASCULINO TIAGO BEBESÃO BREDLEY
3º CLASSE MASCULINO

INDEFINIDO

      MILTON – RUAN – SAMUEL
INICIANTE FEMININO GEOVANA LÍLIA
INICIANTE MASCULINO  RAFAEL  GEOVANA
10 ANOS INFANTIL PEDRO PEDRO BRAGA

 

OS ORGANIZADORES AGRADECEM A TODOS OS PATROCINADORES DO EVENTO E PRINCIPALMENTE AO HOTEL MAR & SOL QUE FOI O PRINCIPAL AMBIENTE SEDE DO EVENTO.

Mãe de Neymar será incluída em processo por fraude e corrupção


A justiça espanhola incluiu a mãe de Neymar no processo movido por fraude e corrupção, relacionado à transferência do atacante brasileiro ao Barcelona em 2013, conforme informou nesta terça-feira (27) uma fonte do judiciário do país ibérico.

Em vários arquivos relacionados a este caso, a Audiência Nacional de Madrid, especializada em grandes casos financeiros e de terrorismo, investiga desde junho uma queixa contra o jogador, seu pai, o Barcelona, seus dirigentes e o anterior clube do jogador, o Santos.

A queixa foi apresentada pelo fundo brasileiro de investimento DIS, que detinha 40% dos direitos esportivos de Neymar e que acredita ter sido enganado durante a venda do jogador.

Segundo o jornal “Marca”, citando a ordem do juiz, a inclusão de Nadine Gonçalves da Silva Santos no processo está relacionada ao fato de que esta última detém 50% da empresa N&N Consultoria Esportiva e Empresarial, também alvo de queixa do DIS e sob investigação por parte da justiça espanhola.

A transferência de Neymar ao Barcelona causa polêmica para o clube catalão há dois anos. A operação foi originalmente avaliada em 57,1 milhões de euros pelo Barça, mas a justiça espanhola estimou o montante total pago pelo clube em, pelo menos, 83,3 milhões de euros.

O DIS, que recebeu 6,8 milhões de euros dos 17,1 milhões de euros pagos ao Santos, afirma ter sido enganado de duas maneiras: primeiramente, por um acordo entre Neymar e o Barça de 40 milhões de euros, o que impediu outros clubes de fazerem ofertas, contornando a livre concorrência, e que poderia constituir “crime de corrupção entre os indivíduos”. O outro crime possível diz respeito aos acordos entre os dois clubes, que poderia revelar uma “fraude por simulação contratual”.

O Barcelona se defende dizendo que os contratos existiram de fato e que a noção de “corrupção privada” não pode ser aplicada à transferência de Neymar, uma vez que diz respeito a objetos e não pessoas. Este novo painel judicial se soma ao processo já instaurado na Espanha e no Brasil por suposta evasão fiscal.

Suspeito de ter ocultado do Tesouro público o montante real da transferência, o presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, seu antecessor, Sandro Rosell, e o clube catalão foram indiciados e encaminhados a um tribunal espanhol por infrações tributárias.

Num processo paralelo, a Justiça brasileira ordenou no mês passado para congelar os bens de Neymar, acusado de evasão fiscal, por um valor de 188,8 milhões de reais.

Júlio César admite que Náutico já “esqueceu” derrota para o Botafogo


Neste domingo (01), Atlético-MG e Corinthians vão se enfrentar no Independência, em partida válida pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. O duelo marcado para às 17h (de Brasília) é considerada a final da competição. Ciente disso, a torcida do Galo já comprou todos os ingressos disponíveis.

cnc6

Com 17.340 ingressos postos a venda, a torcida do Atlético-MG foi rápida e em menos de 24 horas comprou todos os bilhetes que foram disponibilizados.

De acordo com a assessoria do clube, quando não há confirmação de pagamento de algum ingresso, o mesmo volta a ficar disponível para venda.

A cobertura completa de tudo sobre o futebol brasileiro você confere nesta quarta-feira (28), às 17h, na segunda edição do Conexão EI, às 19h e às 00h, no Caderno de Esportes, às 20h, no No Ar com André Henning, e às 21h, no Jogando em Casa, no EI MAXX.

Torcida do Atlético-MG esgota ingressos para duelo diante do Corinthians


Neste domingo (01), Atlético-MG e Corinthians vão se enfrentar no Independência, em partida válida pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. O duelo marcado para às 17h (de Brasília) é considerada a final da competição. Ciente disso, a torcida do Galo já comprou todos os ingressos disponíveis.

64063

Com 17.340 ingressos postos a venda, a torcida do Atlético-MG foi rápida e em menos de 24 horas comprou todos os bilhetes que foram disponibilizados.

De acordo com a assessoria do clube, quando não há confirmação de pagamento de algum ingresso, o mesmo volta a ficar disponível para venda.

A cobertura completa de tudo sobre o futebol brasileiro você confere nesta quarta-feira (28), às 17h, na segunda edição do Conexão EI, às 19h e às 00h, no Caderno de Esportes, às 20h, no No Ar com André Henning, e às 21h, no Jogando em Casa, no EI MAXX.

Meia do Fluminense é ameaçado de morte caso ‘decida’ confronto diante do Palmeiras


POR FUTEBOL BRASILEIRO
Vinícius sofreu ameaça de morte (Foto: Divulgação / Site Oficial Fluminense)

(Foto: Divulgação / Site Oficial Fluminense)

Fluminense e Palmeiras medem forças nesta quarta-feira (28), pela partida de volta das semifinais da Copa do Brasil. Depois de vencer o primeiro confronto diante do Palmeiras, por 2 a 1, o Tricolor das Laranjeiras tem a vantagem e jogará pelo empate, podendo inclusive, perder por até um gol de diferença, a partir do placar de 3 a 2. Em meio a toda pressão em torno do duelo, um suposto torcedor alviverde ultrapassou os limites e, pelas redes sociais, ameaçou de morte o meia Vinícius.

Na postagem, o perfil afirma que o jogador tricolor deve “pensar duas vezes” antes de dar um passe ou chutar a gol e que, caso decida o jogo desta quarta-feira em favor da equipe carioca, “terá morte”. A ameaça não aparece mais no perfil de Vinícius, que recebeu o apoio e carinho de outros seguidores.

CR7 vai voltar ao Manchester United por um dia para homenagear Rooney


Cristiano Ronaldo deve mesmo voltar ao Manchester United no ano que vem. Pelo menos por um dia. De acordo com o jornal inglês “Daily Star”, o craque aceitou o convite pessoal de Rooney para a festa que os Red Devils vão promover em sua homenagem em agosto de 2016, no Old Trafford, para satisfazer um pedido feito pela própria torcida.

maxresdefault

Segundo o jornal, fãs de Rooney fizeram uma carta com muito apoio para que fosse feita uma festa em homenagem ao Shrek. Prontamente foi aceita, e o inglês fez questão de telefonar pessoalmente a Cristiano Ronaldo para convidá-lo a participar do evento e, naturalmente, voltar a vestir a camisa do Manchester United, clube que deixou em 2009 para defender o Real Madrid. Na ocasião, os dois mantiveram amizade.

– Ele é um jogador de equipe fantástico e grande companheiro para fazer gols. É um garoto fantástico e me ajudou muito quando ele chegou ao Manchester United. Sinto falta de jogar com Rooney, talvez possamos jogar juntos novamente um dia – disse Cristiano Ronaldo no mês passado, antes ainda de a notícia do seu retorno por um dia ser divulgada.

Contratado em 2004 depois de se destacar ainda muito jovem pelo Everton, Rooney, hoje com 30 anos, é um dos maiores ídolos da história do Manchester United. Atual capitão do time e da seleção inglesa, já conquistou 12 títulos pelo time, sendo cinco Campeonatos Ingleses e uma Liga dos Campeões. É também o maior artilheiro do English Team.

Muricy se vê evoluído, prepara volta e lista clubes que acha interessante


  • Muricy Ramalho e Tata estão na Espanha para assistir ao Barça

    Muricy Ramalho e Tata estão na Espanha para assistir ao Barça

São quase 7 meses sem exercer a função de treinador de futebol. O tempo já foi o bastante para Muricy Ramalho, afastado por obrigação para cuidar da saúde. Reabilitado, a expectativa agora é a de que possa iniciar um trabalho ainda no final deste ano em um grande clube do Brasil e provar os conceitos adquiridos durante o tempo inativo. “Precisa por em prática. Tenho as ideias, mas quero ver como elas funcionam. Vão encontrar um técnico mais interessado e evoluído”.

Muricy está em Barcelona há uma semana a convite de Neymar dos Santos, o pai de Neymar, para conhecer a fundo o Barça. Na cidade, atendeu à reportagem doUOL Esporte e disse estar vivendo a maior experiência da carreira. Ao ver a administração do clube e o time de Luis Enrique treinar, destacou ter ganhado a inspiração que faltava para voltar ao cargo de técnico.

Entre clubes que gostaria de treinar, Muricy diz ter várias opções. Relevaria problemas políticos para voltar ao São Paulo pela questão sentimental ou apostaria no bom relacionamento com o Internacional. Fez também elogios ao Palmeiras, clube o qual julga como bem estruturado e promissor. Citou também Cruzeiro e Atlético-MG como equipes historicamente com boa estrutura.

UOL Esporte: O que achou de conhecer o Barcelona?

Muricy: Aqui era mesmo o que eu imaginava. Queria vir, mas conhecer a diretoria, ver como eles pensam e como se organizam. Aqui são profissionais que cuidam do futebol. Não é treinador que chega aqui e vai mudar alguma coisa. O argentino lá, o Tata Martino, sofreu por não se encaixar na filosofia. Agora estou vendo de perto. Na base, no feminino, no profissional, é tudo uma metodologia a ser seguida. A base aqui me empolgou. Para você ter uma ideia eu conheci os dois fisioterapeutas da base, e eles são ex-jogadores do clube. Então aqui se forma o social, é um negócio diferente.

E acha que isso pode ser seguido no Brasil?

Muricy: Eu tive um convite para cuidar disso a fundo no São Paulo. Tentar implantar isso, uma coisa parecida. Eu ia treinar o profissional, mas em uma ou duas vezes por semana iria a Cotia ajudar lá. Ajudar a criar um padrão. Mas a verdade é que para isso dar certo no Brasil é necessário tudo que tem no país acabar e começarmos novamente. Não adianta imaginarmos a viabilidade, pois isso é um aspecto cultural, de educação.

O que mais você gostou aqui foi conhecer a base?

Muricy: Foi a gestão como um todo. Me chamou a atenção. O treinador aqui fica com a liberdade para trabalhar, mas seguindo uma linha do clube. Isso é um respaldo muito grande. Aqui acontece um erro como o do Bartra no domingo – zagueiro errou passe na saída de bola e o Eibar fez 1 a 0 contra o Barça no Camp Nou – e você não ouve o treinador berrar e nem a torcida vaiar o zagueiro. E ele depois disso saiu várias vezes jogando, pois é um conceito que eles não abrem mão e a torcida comprou a ideia.

A filosofia do Barcelona não cabe no Brasil?

Muricy: Ela é viável em algumas coisas. Eu tinha posse de bola com o São Paulo. Como a gente era um time lento, sem velocidade na frente, jogadores pesados como o Luis (Fabiano) e o Ganso, que é de posse, nós tinhamos que chegar com ela no pé. Só que no Brasil se acontece o que aconteceu com o Bartra ele não joga nunca mais. A torcida vai xingar, vai ser criticado pela imprensa, pelos dirigentes, e vai acabar que o treinador vai tirar o cara. Isso é muito complicado de implementar isso no Brasil, mas pode acontecer dependendo do técnico. No meu caso eu sou costas largas e seguro a bronca.

pós liberação do Inter, Cruzeiro se aproxima do lateral Fabrício


Um dia após ser afastado por tempo indeterminado pelo Internacional e ser liberado para procurar outro clube, o lateral esquerdo Fabrício ficou mais perto de ter um novo emprego. O jogador está perto de reforçar o Cruzeiro, atual bicampeão brasileiro. Se inscrito e regularizado até esta quarta-feira, Fabrício já poderá, inclusive, ficar à disposição de Marcelo Oliveira para as semifinais do estadual, contra o Atlético-MG. Atualmente, o treinador celeste conta com Mena, Gilson, Pará e Breno Lopes para o setor.

Se confirmado, Fabrício chega para ser o quinto lateral esquerdo do Cruzeiro
Se confirmado, Fabrício chega para ser o quinto lateral esquerdo do Cruzeiro
Segundo apuração do UOL Esporte, o lateral está muito próximo de acertar com o clube mineiro, restando ainda realizar exames médicos antes de assinar o novo contrato. A tendência é de que Fabrício desembarque em Belo Horizonte nesta quarta-feira para acertar os últimos detalhes de um possível empréstimo ao Cruzeiro.

Em Porto Alegre, dirigentes do Internacional confirmam que o Cruzeiro realizou uma sondagem pelo jogador. Detentor de 50% dos direitos econômicos do atleta, o clube gaúcho está disposto a negociá-lo seja como venda ou empréstimo. Em Minas, a diretoria celeste ainda não se pronunciou oficialmente sobre o assunto. O único ponto do Colorado é: não pagar parte dos salários em caso de contrato temporário.

As constantes críticas ao lateral pelo futebol aquém do esperado chegaram ao estopim na última quarta-feira. Durante o duelo contra o Ypiranga, pelo Gauchão, Fabrício abriu mão de continuar uma jogada para responder às vaias do torcedor colorado. Na ocasião, o lateral fez sinais obscenos à torcida e acabou expulso. Antes de deixar o campo, o jogador ainda jogou a camisa do Internacional no gramado e discutiu com os torcedores, afirmando que não ficaria mais na equipe. No dia seguinte, a direção do Inter achou melhor suspender o jogador. A rescisão do contrato também chegou a ser cogitada, o que não aconteceu, mas não impediu que o jogador fosse liberado para deixar o clube.