Jovem é preso e menor grávida apreendida com drogas pelo PETO de Itabatã


Mucuri: Policiais do PETO da 89ª CIPM, na noite deste domingo (21), estavam em ronda ostensiva pelo Distrito de Itabatã, pertencente ao município de Mucuri, quando receberam informações pela Central de Comunicação (190), de que havia uma denúncia anônima, dando conta de uma movimentação de vendas de entorpecente (drogas), em uma residência situada na Rua São Pedro, no Bairro Bela Vista, naquele Distrito.

A guarnição se deslocou para o local, e ao chegar no referido endereço, os militares chamaram e veio um jovem atender, sendo a pessoa que batia com as características e vestes passadas na denúncia. Quando ele se deparou com os policiais militares, tomou um susto, mas, não tinha mais jeito, os militares realizaram abordagem e, posteriormente, solicitou autorização para entrar na referida residência, a qual foi autorizada e o suspeito entrou junto com os militares.

Os militares se depararam com uma menor de 16 anos de idade, grávida de 08 meses, e que disse que seria companheira do suspeito, o qual foi identificado como Eduardo Santos da Silva, 20 anos de idade. Os policiais, então, realizaram uma busca na residência, e encontraram certa quantidade de entorpecentes, sendo 30 pedras de uma substância química, tipo crack; 13 buchas de erva tipo maconha; 04 papelotes de substância em pó, tipo cocaína.

Além das drogas, os militares encontraram ainda dois celulares, e um valor em espécie de R$ 3.403,20 (três mil quatrocentos e três reais e vinte centavos), que seria proveniente da comercialização das referidas drogas. Os militares deram voz de prisão para os suspeitos, e os conduziram para a sede da 8ª COORPIN, em Teixeira de Freitas, e os apresentou para o delegado do Plantão Regional, Gilvan de Meireles Prates.

Após ouvir os policiais e os acusados, o delegado flagranteou o Eduardo por tráfico de drogas, e liberou a menor, que ficou aguardando comparecimento de um responsável para poder acompanhá-la, e posteriormente terá que ser apresentada no Ministério Público.

Por: Cloves Neto/Liberdadenews